Sopra a vida na face.
No peito, na alma...
Sopra dentro de mim
tão forte que sufoca!


Sopra a vida nos dedos,
nas unhas, na mão...
Sopra no meu todo;
Tão apurado, tão forte,
Tão coração...



Sopra a vida na alegria,
na vida, no senso...
mais sensível
mais gostoso e inseguro de todos...


Sopra a vida no todo
porque ela não é o todo,
é o tudo.
É o amor!


Sílvio
Postar um comentário

Visita

O poeta esteve aqui Disse-me que viu sorrir Meus olhos em suas mãos... Como mente este poeta Com sua...