Labirinto sem Opções


















Vejo a noite cobrindo
todo o meu corpo
O sussurro da noite
persegue os meus ouvidos
Me perdi num grande vazio


As flores estão sem graça
O cansaço vai tornando em desespero
O absinto tornou doce
O céu e mar estão vermelhos
Os teus olhos estão secos
como um vídeo que passa o mundo
sem seus sentimentos


Então peço perdão por não te conhecer
Então peço perdão por te odiar
Então peço perdão por não acreditar em você
Então me entrego...
como as folhas se entregam ao chão
Como o cair da noite
espera o alvorecer.


Henrique Rodrigues Soares - Relicário das Dores
Ao Dinei que nos deixou tão cedo.
Postar um comentário

Horizontes

Pai não adianta as botas Se tiraste minhas pernas Num mundo de cotas Transformo-me em percentual Meus sonhos...