O trabalhador e a cidade pequena
















Cidade pequena
onde o trabalhador dorme,
quando consegue dormir?
Ligado a cidade grande
pelo trem
que como corrente do rio
carrega tudo que está na sua frente


E o trabalhador
água que segue seu curso
ao oceano
para buscar uma força
seu sustento


Como o rio que não pára
lá vai o trabalhador
em sua jornada
E a cidade pequena
como uma margem
fica a margem
a margem do rio
a margem da vida
a margem do trabalhador.


Henrique Rodrigues Soares - Sociedade dos Eremitas
Postar um comentário

Soneto XIX

Tempo voraz, corta as garras do leão, E faze a terra devorar sua doce prole; Arranca os dent...