Samurai

























Aaaaaiii...
Quanto querer
Cabe em meu coração..


Aaaaaiii...
Me faz sofrer
Faz que me mata
E se não mata fere...


Vaaaaiii...
Sem me dizer
Na casa da paixão...


Saaaaii...
Quando bem quer
Traz uma praga
E me afaga a pele..


Crescei, luar
Prá iluminar as trevas
Fundas da paixão...


Eu quis lutar
Contra o poder do amor
Cai nos pés do vencedor
Para ser o serviçal
De um samurai
Mas eu tô tão feliz!
Dizem que o amor
Atrai...


Djavan
Postar um comentário

Coqueiral

A saudade é um batimento que rebenta assim vinte e oito vezes desde meu ombro tatuado de desastre até à rosa pendur...