Espelho sem Reflexo

















O estranho entra em tua casa
e te convida para cear em tua mesa
O estranho quer ser dono do teu sorriso, dono dos teus amigos,
dono da tua mulher e de tudo que é teu


O estranho te comove com desculpas e amabilidades
O estranho te compra com teu dinheiro
guardado para os pecados da cobiça


O estranho te persuade a amá-lo, a confiar nele
E com o tempo ele é tão igual a você
que você não se conhece.


Henrique Rodrigues Soares - Romaria Lírica
Postar um comentário

Apelo

Porque não vens agora, que te quero E adias esta urgência? Prometes-me o futuro e eu desespero O futuro é o d...