A felina




















Seus olhos brincam com a vida
O teu charme desabrocha pelos cantos
O teu riso é suave
malicioso e inocente
Palavras saem da tua boca como mel
Desta boca saborosa
que esconde encantos que até você desconhece


jeito de gatinha manhosa
felina que luta como leoa pelo que quer
nos teus olhos a certeza da vitória
esconde fragilidade aos inimigos.


Henrique Rodrigues Soares - Romaria Lírica
Postar um comentário

Coqueiral

A saudade é um batimento que rebenta assim vinte e oito vezes desde meu ombro tatuado de desastre até à rosa pendur...