Quadros de Parede




















Entra ano, e sai ano
estão ali na parede
não envelhecem, não criam rugas
O mesmo sorriso empoeirado


Sempre altivos
no nascer e no cair do dia
não dormem, não reclamam
dos cupins que roem sua inocência
Imóveis, riem da alegria e da desgraça dos vivos.


Henrique Rodrigues Soares - A Natureza das Coisas
Postar um comentário

Coqueiral

A saudade é um batimento que rebenta assim vinte e oito vezes desde meu ombro tatuado de desastre até à rosa pendur...