Jardim

















Quero ser orquídea, não ser capim.
A preciosidade do seu jardim
O seu preferido Benjamim


Qual o sabor do teu vinho?
Aonde vai este caminho?
Aonde vai este carinho?


Levando o pouco que há de mim
Com a virada de um motim
Que se repete sem um fim


Para todo este desalinho
Tão próximo e tão sozinho
Ao teu amor, flor e espinho.


Henrique Rodrigues Soares
25/03/2012.

Postar um comentário

Declaração de bens de família

Cadeiras e sofás, consolo e jarra, camas e bules, redes e bacias, a caixa de charão, o guard...