Nocaute












Longamente golpeado
Acuado, meio a escuridão.
De meus olhos em sangue
Sonhos com hematomas
Respiro o fundo do chão
E não tenho mais forças...


Reagir, deveria ser assim
Mas diante dos sintomas
Está vivo ou está morto?
Qual a diferença?
Quebraram até os pedaços
E não restou mais nada...


Restou sim, restou seqüelas.
Uma visão sem sonhos, turva.
Com respiração dolorida
Em meio à natureza colorida
Sou um silêncio em branco.


Henrique Rodrigues Soares

06/02/2012
Postar um comentário

Diz Mal do Amor que o Feriu Inesperadamente

Era o dia em que o sol escurecia Os raios por piedade ao seu Fator, Quando eu me vi submisso ao vivo ardor De teu...