Vermes Apaixonados
















Se me perco em palavras
se tropeço nas pernas
se tombo nas pedras
se vivo como uma larva...


é esta saudade que me limita
é ela que me nutre
como um abutre,
da podridão, da carniça, tiro o meu alimento.


Escapou-me o brilho dos teus olhos
que haviam cristalizado em minhas mãos.
Fugiu como águia
como uma melodia que nunca mais lembrarei.


Henrique Rodrigues Soares - Sociedade dos Eremitas
Postar um comentário

Visita

O poeta esteve aqui Disse-me que viu sorrir Meus olhos em suas mãos... Como mente este poeta Com sua...