Casa



















A casa me percorre
seus telhados inúteis
e cristaleiras opacas
a vida que nela habitava
um filme sem voz


naquele pedaço de rua
a casa quase humana
meu navio para sempre
fazendo água


em dias de calor úmido
a casa me atravessa
como um pássaro quebrado


Roseana Murray
Postar um comentário

Soneto XX

Tens a face de mulher pintada pelas mãos da Natureza, Senhor e dona de minha paixão; O coração gentil de mulher, mas ave...