A História da Sociedade
















O ser humano
na sua primitiva essência
andava sem rumo
solitário e nômade.
Teve uma ideia!
Criou uma cidade
e procurou viver com seu semelhante.


E assim se criou
a inveja, e a ganancia,
o dinheiro, o ódio,
as armas, a pólvora,
o medo e a guerra.


Henrique Rodrigues Soares - Sociedade dos Eremitas
Postar um comentário

O canto de um bardo

Sem sabor Mastigo o meu intimo Nestes dias escuros Sem escolhas Como um pobre arrimo Para fora dos muros...