A Cama
















santuário de meditação
o oráculo de quem ama.
Meu esconderijo... solidão
onde minha dor inflama.


Onde nasci e morri
tantas vezes... e tanto
enfermo quieto sofri
neste que é meu canto.


Henrique Rodrigues Soares - Sociedade dos Eremitas
Postar um comentário

Sonho

Qualquer coisa de obscuro permanece No centro do meu ser. Se me conheço, É até onde, por fim mal, tropeço ...