Pressupostos






















Que tudo propõem! Escola!
Que tudo expõem! Esmola!
Das sobras que me restaram agora
Se inocência partiu! Embora!


As palavras duras! Que sola!
Que absorvem impuras! Empola!


Que tudo impõem! Esfola!
Que tudo excluem! Sacola!
As dores como música, afloram!
O cuidado sustenta ou escora?


A canção de ternura. Que cola
Corpos e sonhos são molas
Para os guardados a tira-cola
O sabor do refrigerante de cola.



Henrique Rodrigues Soares – Horas de Silêncio
Postar um comentário

Coqueiral

A saudade é um batimento que rebenta assim vinte e oito vezes desde meu ombro tatuado de desastre até à rosa pendur...