Maioridade Penal



















Dormir como menino,
Acordar como moço
Repreensão com mimos
Agora o duro falar grosso


A inocência arrancada ao nascer do broto
A consciência adulta cobrada no garoto


Trabalho infantil
Escolaridade boçal
Sanidade senil
Brutalidade penal


Pais sem pais
Crianças sem infância
Ruas sem paz
Pais na infância


Se me deram algo?
Foi o calabouço
O escuro no palco
O vilão sem esforço


Prisão para quem nunca foi livre
Solução ou um mais belo drible
Para quem a escolha do crime
Foi sua? Ou cores de um time
Que foi livre imposto
Para quem não tem voz
E também não tem rosto.


Hoje dezoito, amanhã dezesseis
Para frente o que será de vocês


Dura matemática com seu frio numerário
Daqui a pouco algemados nos berçários.




Henrique Rodrigues Soares – Canibais Urbanos
Postar um comentário

Quando o Sol encoberto vai mostrando

Quando o Sol encoberto vai mostrando Ao mundo a luz quieta e duvidosa Ao longo de úa praia deleitosa, Vo...