Meus dias são raios
Que lavam o meu resguardo
Me guardo inteira por dentro
Para colar minhas partes, remendo.
Minha brisa
É fogo e ventania
Meu semblante calmaria
É minha guerra interna vietnamita.


Paula Beatriz Albuquerque
Postar um comentário

Apelo

Porque não vens agora, que te quero E adias esta urgência? Prometes-me o futuro e eu desespero O futuro é o d...