Adorável psicose

























Ouvindo suas doces palavras ensurdecedoras que me torturam,
Seus belos olhos me matam
Berrando silenciosamente,
Morrendo psicologicamente.
Sendo o que você quiser que seja.
Então, me machuquei de novo, não vale a pena me salvar,
um dia, essas feridas não me matar.
Seu olhar me torturando,
sua linda voz me matando.
Escondido os pecados em meu rosto,
Vivendo uma vida de desgosto.
Apenas um em um milhão,
Não há Deus para salvar meu coração.
Com o destino escrito pela escuridão,
Não há preto obscuro o suficiente pra me definir desde então.
Não se preocupe, você nunca me verá chorar,
Eu sei que estarei sozinha quando desmoronar.
Nesse mar de lágrimas mais conhecido como "amar",
Você assistirá lentamente eu me afogar.
Perdoe-me pelo poema depressivo,
É só um resumo do que eu tenho vivido.


Luana Araújo
Postar um comentário

Diz Mal do Amor que o Feriu Inesperadamente

Era o dia em que o sol escurecia Os raios por piedade ao seu Fator, Quando eu me vi submisso ao vivo ardor De teu...