PENA QUE NÃO DÁ MEDALHA


Pena que não dá medalha:
A crise política
A calamidade pública
A corrupção que é cíclica
O transporte fétido
E o heróico atleta
compete sem incentivo
Pena que não dá medalha

Pena que não dá medalha:
O estado quebrado
e a Lava-Jato
e o levar jeito
pro estelionato
e o tiroteio
e a acomodação precária
Pena que não dá medalha

Pena que não dá medalha:
A queda da ciclovia
E a força da vaia
E o próximo escândalo
E mais esse trânsito
que me assalta o tempo
feito uma navalha
Pena que não dá medalha

E a sinuca de bico
E o golpe e a fossa
E a zica e a sínica mania
de negar o desastre
e a capacidade
de ser o lanterna da tabela
e os miseráveis
no contraste da paisagem

Enquanto aqui se responde
a pergunta ínfima:
Onde anda a tocha olímpica?
Eu subo no pódio
mas de mãos vazias
tendo a fé como a única glória
que talvez me valha
Pena que não dá medalha


Alan Salgueiro
Postar um comentário

Canção amiga

Eu preparo uma canção em que minha mãe se reconheça, todas as mães se reconheçam, e que fale como dois olhos...