Encilhar o dia




















Já sei domar o meu dia
Agitado hoje
Ele não para quieto
E relincha

.
Passo-lhe a mão no focinho
Acarinho-lhe a cara
As patas inda chutam o chão

.
Tento fazer com que seja
o mesmo inspirar expirar
da nossa respiração

.
Pronto
Calma
Subo.



.
Adriane Garcia
Postar um comentário

Visita

O poeta esteve aqui Disse-me que viu sorrir Meus olhos em suas mãos... Como mente este poeta Com sua...