Matizes

Matizes Dumont













pelas manhãs desperto
as fontes de uma
cor
ação
tingindo o dia de anseios

pelas tardes enfrento
o véu cigano do olhar
em ruas humanas e
claras

pelas noites guarneço
as forças do sonho
sonar
de novos matizes de
ser


Renato Tapado
Postar um comentário

Coqueiral

A saudade é um batimento que rebenta assim vinte e oito vezes desde meu ombro tatuado de desastre até à rosa pendur...