Marés




















espuma triste como alguém que parte
as águas tentando um toque
    extensões
cada vontade é uma onde que molha
em marés diárias
a frieza de um pingüim
    eu guardo o mar
    dentro de mim



Renato Tapado
Postar um comentário