Sou da cor da Noite
couraça
luta
asa
palavra

Escrevo nas pedras
sangue, pele, ossos
aos meus irmãos e irmãs

Ainda sinto os algozes dos Séculos
nas cicatrizes da alma

Fortaleço-me Trovão
orgulhosamente Negro


Carlos Orfeu
Postar um comentário

Diz Mal do Amor que o Feriu Inesperadamente

Era o dia em que o sol escurecia Os raios por piedade ao seu Fator, Quando eu me vi submisso ao vivo ardor De teu...