Tua Cidade



















Se você soubesse desse grito
Que eu trago preso na garganta
E dessa dor só por saber
Que te explicar não adianta - entenderia
Que a razão do meu cansaço
É essa vontade de te ver
E que em tudo que eu faço
Tem um pedaço de você
Se você soubesse desse trem
Que corre solto no meu peito
E dessa febre que me faz arder
Em sua espera no meu leito - perceberia
Que as estradas onde passo
São estradas por só ser
São atalhos que eu traço
Pra chegar até você
Pois a cidade mais bonita
É a que encontro nos teus braços
Na vertigem dos teus beijos
E no calor do teu abraço


Ana Carolina
Postar um comentário

Soneto XX

Tens a face de mulher pintada pelas mãos da Natureza, Senhor e dona de minha paixão; O coração gentil de mulher, mas ave...