Corinthians
















Estou vendo de longe
a arquibancada balançar
são loucos que não param de gritar.
No calor ou no frio,
em Sampa ou no Rio,
corações corinthianos
como espartanos
mais do que a vitória
amam o embate de suas bandeiras.


Pode ser José ou Manuel
Um mundo de nomes na Fiel.
Não importa quem são!
Só cantam Timão!!Ô ô ô! Timão!


Maloqueiro sofredor...
Apaixonado e vencedor...
São estórias que viraram História
de uma paixão fiel por toda uma nação.


Henrique Rodrigues Soares
Postar um comentário

Coqueiral

A saudade é um batimento que rebenta assim vinte e oito vezes desde meu ombro tatuado de desastre até à rosa pendur...