Ventos do Leste

Fotografia do Poeta Fernando Campanella



















Com folhas de salgueiros

é como posso pagar
a vossa cortesia.
Matsuo Bashô


Esta viração de outono
me traz versos de Bashô.
Revolve memórias da terra —
aromas, pastos, rastelos —

traz também o viés da vida —
lume e cinza,
pétala ressequida.

Esta aragem nos salgueiros do leste
tocou poetas longínquos
e hoje ressoa minhas hastes —

já não sou o grande pária do mundo,
ave dispersa na serrania.

Este sopro, de mais longe,
de outros píncaros e ares,
traduz-se agora em coisas minhas,
em paisagens do quintal

(e com folhas de laranjeiras
minha vez então a pagar
por tão primaz cortesia).


Fernando Campanella
Postar um comentário

Declaração de bens de família

Cadeiras e sofás, consolo e jarra, camas e bules, redes e bacias, a caixa de charão, o guard...