A solidão sempre bate à porta
nem sempre abro
só abro minha porta
quando ela me trás silêncio...
esse silêncio que me deixa a sós
com esses que fazem solilóquios dentro de mim.

Wanda Monteiro
Postar um comentário