A solidão sempre bate à porta
nem sempre abro
só abro minha porta
quando ela me trás silêncio...

esse silêncio que me deixa a sós
com esses que fazem solilóquios dentro de mim.


Wanda Monteiro
Postar um comentário

Crer

Creio em mim. Creio em ti. Deus, onde mora? Na vontade de crer que me consente humano e ardente. No meu repouso em ti, qu...