GOTINHAS DE COMPANHEIRISMO

















Foi só um acidente de percurso
Ela soube deixar bem a sua marca
Na cadeira vazia a ausência assusta
A minha alegria claudicou caduca
Nem teve despedida na batida brusca
Eu tenho esperança que a paz renasça

E me deixou gotinhas de companheirismo
A borra sobre a mesa que ela achou horrível
nem era visível, terminou em abraço
No aroma que inspira a manhã de trabalho
Café e afeto forte pra minha jornada
Eu tenho esperança que ela renasça



Alan Salgueiro
Postar um comentário

Horizontes

Pai não adianta as botas Se tiraste minhas pernas Num mundo de cotas Transformo-me em percentual Meus sonhos...