Mulher Cristã

















Há as que nasceram nesta casa,
Há as que oram como brasa.
Elas nos oram em seu ventre.
Oram pelos que são, e os que descrentes
Caminham longe do Senhor.


Suas lágrimas são conhecidas.
Mulher de Louvor! Mulher de Oração!
Desde pequeninas reconhecidas
Pelo os detalhes e pelo coração.


Suas mãos trabalham e ao Senhor se rendem
Chegam como primícias de suas famílias
Levam seus dons e seus filhos
São aconchego, ternura e mobília
São o perdão, a canção e o auxilio.


Perfumam-nos como rosas
Ensinam-nos como música ou em prosa
Em sermos servos de verdade
Em distribuirmos humanidade


Em cada assunto da Igreja
Lá está ela! Com sua beleza
Mulher valorosa e constante
No Senhor o nosso Mestre
São únicas, são diamantes.


Henrique Rodrigues Soares – Canibais Urbanos

Homenagem ao dia da Mulher Presbiteriana – Fevereiro de 2016.
Postar um comentário

Soneto XX

Tens a face de mulher pintada pelas mãos da Natureza, Senhor e dona de minha paixão; O coração gentil de mulher, mas ave...