CARTA-TESTAMENTO


Na madrugada
Há palavras
Caídas
Por todo lado

Uma dor nas costas
Quando me abaixo
Para apanhá-las

(E são
Absolutamente
Necessárias:
Quero escrever
Carta-testamento

Repartir os medos
Os maus pensamentos)


Zélia Guardiano
Postar um comentário

Canto III

O dorso que se curva elegante desenha na memória a leve dança da bailarina grácil, celebrant...