Palco da Vida





















Seja a vida como um grande palco,
onde os atores entram em cena em silêncio,
e o abrirem-se as cortinas, soem aplausos,
mais um espetáculo se inicia......Vida!


Seremos então, nosso próprio espelho, ao destino,
e nessa imagem refletida, nos veremos,
faremos o papel de nós mesmos, no real, no trágico
no cômico e absurdo dos dias...Sonhos!


Entre vaias e aplausos, contracenando com o tempo,
dias, meses, anos se passando em compasso lento,
deixando suas marcas gravadas como ilusões....Vento!


E ao fecharem-se as cortinas, saudades, lembranças,
o eterno de nós permanece, tatuado na memória da platéia,
que se despede, o ato termina, no etéreo Palco da Vida!


Reggina Moon
Postar um comentário

Apelo

Porque não vens agora, que te quero E adias esta urgência? Prometes-me o futuro e eu desespero O futuro é o d...