Onde estiver...
















Onde repousa a rosa do teu coração,
é lá que eu quero construir o meu altar;
e ante o sacrário, no extravaso da emoção,
aos céus direi o quanto é bom poder te amar.


Aos céus direi, em riso, em prece, em oração,
que, enfim, minh'alma vislumbrou o seu lugar;
que as horas tristes... A amargura.. Lá se vão...
Em ti floresço, em ti, sou rio entregue ao mar.


E qual a lua, que acalenta a madrugada,
qual a viola, que apascenta a nostalgia,
qual a manhã, que encobre a noite de agonia...


Hei de ofertar-te a paz que fez, de mim, morada...
E em meus poemas, com textura de jasmim...
Terás teu leito, meu amor... Será assim!


Patricia Neme
Postar um comentário

Canção amiga

Eu preparo uma canção em que minha mãe se reconheça, todas as mães se reconheçam, e que fale como dois olhos...