Retrato




















A dolorosa
e lenta
refeição do velho.
Sopas e papas insepultas
voracidade morta
lassa obrigação de alimentar.


Saliva é cuspe
o cuspe é baba
na dócil refeição do velho.


A lentidão exasperante
de quem come para não morer
e morrerá porém. Só


A dolorosa
e benta
refeição do velho.


A carne insulta-lhe
a indecisão do dente,
dor e cansaço no deglutir.


Tudo é torpor ou gole
na fome sem sabor
da refeição do velho.


Artur da Távola
Postar um comentário

O canto de um bardo

Sem sabor Mastigo o meu intimo Nestes dias escuros Sem escolhas Como um pobre arrimo Para fora dos muros...