REMINISCÊNCIA


















às vezes o exílio
é uma árvore aberta
na imponderável noite



e nada espreita
a estrada larga
fonte do olhar



principia como um homem
multidões ao vento
a terra exangue
o grito arável



Luís Carlos Patraquim
Postar um comentário