Inevitabilidade






















Escrevo...
Por motivo de sobrevivência
Recebo...
Os depreciativos por minha aparência.


Resisto...
Ativo contra a demência
Despisto...
Os curativos da inocência.


Devolvo...
Os incentivos das carências
Revolvo...
Nos especulativos das indolências.


Percebo...
O imperativo da impotência
Concebo...
O sedativo da convivência.


Henrique Rodrigues Soares – Canibais Urbanos


Postar um comentário

A instabilidade das cousas do mundo

Nasce o sol e não dura mais que um dia. Depois da luz, se segue a noite escura, Em tristes somb...