Páscoa

























Porque para ressuscitar um Deus
não se prescrevem datas
(o divino brota
quando se rompe couraças)


e porque os símbolos, os mitos
são do humano a ceia mais farta,
peço-vos licença, Senhor de minha estória,
para à vossa mesa sentar-me,
com minha nudez
 e toda fome de minha alma
inglória.


Fernando Campanella - Páscoa 2017.
Postar um comentário

Visita

O poeta esteve aqui Disse-me que viu sorrir Meus olhos em suas mãos... Como mente este poeta Com sua...