Alheio

























Às vezes
tenho o perfil de um caracol:
o dia bate à minha porta
e não desperto —

ando catando poesia
na sombra

ando cismando o universo
em espiral.


Fernando Campanella
Postar um comentário

Canto III

O dorso que se curva elegante desenha na memória a leve dança da bailarina grácil, celebrant...