Benditos






















Muitas palavras
voarão inúteis
Pelos espaços dos homens...
Chocar-se-ão
Nos rochedos da incompreensão
E nunca tocarão
As metálicas maçanetas
Da alma humana.
Morrerão asfixiadas
Na indiferença.
Inúteis...
Por isso,
Benditos o sorriso e a lágrima,
Língua de todas as pátrias,
Em todos os tempos.
Benditos os homens
Que sabem falar,
Que deixam falar;
Que sabem sorrir,
Que fazem sorrir.
E mais benditos sejam
Aqueles que sabem chorar...


Cladi C.A. Levandowski - In euniverso


Postar um comentário

Diz Mal do Amor que o Feriu Inesperadamente

Era o dia em que o sol escurecia Os raios por piedade ao seu Fator, Quando eu me vi submisso ao vivo ardor De teu...