Resposta à Sexta Rosa de Sarom

















Não há segredo... É somente o recato,
prudência... De quem mal conhece a vida.
No abrir-me lentamente, em tom sensato,
resguardo-me de ser, em vão, ferida.


Anseio conhecer todo o vibrato
das emoções, da vinda e da partida.
Do amor... E todo o seu desiderato...
Da essência, que me anima e consolida.


Embora a perfeição eu não alcance,
almejo, mesmo breve, ter a chance,
de ter centrado em mim todo o poder


de acalentar quem perde-se em tristeza,
de perfumar-lhe os dias co'a leveza,
que as rosas trazem n'alma: bem querer!


Patricia Neme
Postar um comentário

Diz Mal do Amor que o Feriu Inesperadamente

Era o dia em que o sol escurecia Os raios por piedade ao seu Fator, Quando eu me vi submisso ao vivo ardor De teu...