Verbal e Casual


















Como queria o teu colo
Como o hoje de antigamente
Como queria teu carinho
Suave de cabelos e dedos constantemente


Desejos foram calados
Vontades e sonhos guardados
Para nenhuma ocasião
Me sirva o teu amor
Com café e bolo pela tarde
Com cheiro casual e antigo
Como gosto na boca que arde
Como achando o que fora perdido


Mordi-me internamente
A saudade de mim tem me desgastado
Os verbos que precocemente
Não encontram mais seus predicados
Me sirva em goles o teu corpo
Como esperança que abriga em um porto
A sua segurança e seus significados.




Henrique Rodrigues Soares – Canibais Urbanos
Postar um comentário