Poema sem palavras























Ofereço-te
Um Poema
Sem Palavras
Lavradas

Ofereço-te
Um Poema Semente
Versos
Arados
Rimas brancas
Rubras
Ritmo de sístoles
E diástoles
Pulsos líricos
Cifrados em minhas veias

Ofereço-te
Um Poema Silêncio
Verbos
Silenciosos
Que respiram
Que Transpiram
Sentidos
Todos

Ofereço-Me


Wanda Monteiro
Postar um comentário

A instabilidade das cousas do mundo

Nasce o sol e não dura mais que um dia. Depois da luz, se segue a noite escura, Em tristes somb...