Cais

















Turva água a tua
Que de teus olhos
Escorre nua


Molha o muro da face tua


Abre-lhe fenda
Funda
Escura


Fina janela para teu subterrâneo Cais


Abismo de teus Ais.


Wanda Monteiro
Postar um comentário

Declaração de bens de família

Cadeiras e sofás, consolo e jarra, camas e bules, redes e bacias, a caixa de charão, o guard...