Comércio
















comprar tempo
em barras
– como ouro
ou sabão –
e estocá-lo
nos armazéns
da cobiça


instituir
o próspero
comércio
da eternidade


e abrir as
portas
para nova
e concorrida
profissão:
ladrão
de tempo


Carlos Machado
Postar um comentário

A instabilidade das cousas do mundo

Nasce o sol e não dura mais que um dia. Depois da luz, se segue a noite escura, Em tristes somb...