CANÇÃO DO VENTO E DA MINHA VIDA













O vento varria as folhas,
O vento varria os frutos,
O vento varria as flores...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De frutos, de flores, de folhas.

O vento varria as luzes
O vento varria as músicas,
O vento varria os aromas...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De aromas, de estrelas, de cânticos.

O vento varria os sonhos
E varria as amizades...
O vento varria as mulheres.
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De afetos e de mulheres.

O vento varria os meses
E varria os teus sorrisos...
O vento varria tudo!
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De tudo.


MANUEL BANDEIRA In Lira dos cinquent’anos, 1940
Postar um comentário

A Paz

A paz invadiu o meu coração De repente, me encheu de paz Como se o vento de um tufão Arrancasse meus p...