Pretérito Perfeito




















Naquela noite fez tanto luar,
Que tudo se iluminava...
Como uma chuva de prata...
As estrelas com um brilho sem igual,
Era realmente uma noite especial!


O mormaço invadia todo o espaço,
Uma brisa com perfume de maçã,
Os casais andavam abraçados,
Trocando eternas juras de amor,
Com suaves beijos e olhares ternos.


Serenatas ouviam-se ao longe,
Toda a cidade em prateado de amor,
Até as senhoras mais recatadas,
Nesta noite vestiram-se de cores,
E saíram para encontrar seus amores!


E quando a madrugada ia alta,
O silêncio era o que mais se ouvia,
Ah, como me lembro das noites,
Que há anos ficaram para trás,
Pretérito Perfeito, não volta mais!


Reggina Moon
Postar um comentário

Horizontes

Pai não adianta as botas Se tiraste minhas pernas Num mundo de cotas Transformo-me em percentual Meus sonhos...