Amar-te...
















Amar-te, é escrever-te.

Amar-te é deixar que me toques até ser teu,

até que te deites no meu corpo e adormeças

inteira dentro de mim.

Peço-te. Não pises as violetas que trago no olhar.

Cheiram a ti. São para ti.

Um "bouquet" de palavras que floriram

neste tempo de amor.


Joaquim Pessoa
Postar um comentário

Canção amiga

Eu preparo uma canção em que minha mãe se reconheça, todas as mães se reconheçam, e que fale como dois olhos...