E AS MINHAS MENINICES...
















Ainda tem o atrevimento
aqueles olhos que não se contentam
e as minhas meninices
não se amedrontam

Ainda tem o ato impensado
e a pureza da brincadeira
e as minhas meninices
lá se amontoam

Ainda tem a roupa suja
e o sorriso enfeitado de farra
e as minhas meninices
não se amarrotam

Ainda tem a turma, a cura
e um restinho de tinta na cara
e as minhas meninices
não se amarguram

Tem verdade gigante
em alma de pequenino
e as minhas meninices
não se amenizam
Alan Salgueiro
Postar um comentário

Visita

O poeta esteve aqui Disse-me que viu sorrir Meus olhos em suas mãos... Como mente este poeta Com sua...