NA SALA DE FRACASSOS
















Na sala de fracassos
todas as derrotas são expostas
como feridas em vitrines
servidas com taças de vinho amargo

Todos os triunfos ao contrário
as datas fatídicas
as lágrimas caídas
gravadas nas placas

Todas as fraquezas
empilhadas
reluzentes
relembradas

Todas as medalhas
para os peitos alvejados
Toda batalha de guerra
perdida

Todas as cobranças
e frustrações
e exigências
por todos os títulos

Toda volta olímpica
impecável
dentro do buraco

Todo desapego
que apregoo
e me faz inútil



Alan Salgueiro
Postar um comentário

Quando o Sol encoberto vai mostrando

Quando o Sol encoberto vai mostrando Ao mundo a luz quieta e duvidosa Ao longo de úa praia deleitosa, Vo...