Escrever























Dou água para meus
Unicórnios
E à tarde vou à costureira

Deus é engraçadinho
Deu-nos por dentro
Um irmão Lumière

Não pesquei nuvens
Hoje
Vou beber na taverna

E com um pouco de sorte
Talvez me perder
Na floresta

Quero contar
Mil mentiras
Para cada verdade
Insuficiente.


Adriane Garcia
Postar um comentário

Apelo

Porque não vens agora, que te quero E adias esta urgência? Prometes-me o futuro e eu desespero O futuro é o d...