colher na poeira dos ossos
a estrela

escutar a matéria
de sua centelha

dissolvê-la em escrita
e princípio


Carlos Orfeu
Postar um comentário