PERDA















Perda dói
como qualquer outra dor
sem remédio ou alarde.
Sentimento de roupa esfregada,
torcida e batida
três vezes no tanque.


Maria Helena Latini, Roteiros de Vida, 1991 e reeditado em Múltiplo Um, com lançamento em outubro de 2016.
Postar um comentário

Visita

O poeta esteve aqui Disse-me que viu sorrir Meus olhos em suas mãos... Como mente este poeta Com sua...